• Herbig

Investir dinheiro próprio ou buscar um empréstimo?

Atualizado: Jun 12

Dentro de um negócio é comum nos depararmos com algumas situação em que iremos precisar de um investimento financeiro. Seja no momento da abertura da empresa, com o investimento inicial, seja para uma necessidade de capital de giro ou uma possível expansão do negócio. Empresa que cresce com os próprios lucros demora mais para crescer, pois é preciso esperar gerar lucro, gerar caixa e expandir pouco a pouco.


Quando pensamos nessa necessidade de investimento financeiro, sempre nos deparamos com a pergunta se vale mais a pena um empréstimo de terceiro ou tirar do nosso próprio bolso. A resposta é depende. É um mito acreditar que dinheiro próprio não tem custo, que quando eu invisto um dinheiro meu, por não ter um juros pré-estabelecido, esse dinheiro não custa nada. Primeiramente devemos levar em conta que se colocamos um aporte financeiro em uma empresa, temos a intenção de gerar renda através desse negócio para que possamos fazer a retirada de lucro, então apenas por essa questão esse seu investimento acaba sim te “pagando” um retorno. Mas o mais importante a se analisar como custo desse capital é o custo de oportunidade. Pois para investir esse montante no seu negócio, que independente do ramo sempre tem algum tipo de risco, você deixou de usar esse dinheiro para algum outro tipo de investimento. Ou seja, você está abrindo mão de outra oportunidade pra investir esse dinheiro no seu negócio.


Segue abaixo algumas dicas para se questionar antes de tomar a decisão entre pegar dinheiro emprestado ou colocar dinheiro próprio:


- Comece planejando: Quanto precisa de capital para o que deseja realizar? Levante os custos reais para não ter surpresas e precisar recorrer novamente a novas injeções de capital ou não emprestar mais do que realmente é necessário. Quanto por mês te dará de retorno? Com isso é possível calcular quanto tempo você terá esse valor investido de volta. Você tem claro o que fará com o dinheiro? em qual área ele é melhor aplicado na empresa? Levantar esses pontos é essencial antes de decidir onde conseguir o dinheiro.


- Vá com calma: Não dê passos maiores do que a perna. Lógico que num mercado competitivo é necessário agir rápido, mas é importante não botar os pés pelas mãos. Tentar entender se a estrutura está enxuta, se você já está conseguindo otimizar todos seus recursos, antes de optar por nova injeção de capital.


- Entenda o destino desse capital: Se a necessidade da injeção de capital é para capital de giro, no qual será gasto para as contas do dia a dia, ou para um investimento fixo, quem tem como objetivo a expansão ou modernização da atividade (gerando possíveis lucros adicionais, que poderão ser utilizados para pagamento da dívida).


- Levantar possíveis taxas: Definindo valor e o destino de capital é possível começar a procurar no mercado possíveis empréstimos e suas taxas, prazo de pagamento e condições de pagamento. Entenda que tem diferença significativa de taxa entre empréstimos pessoais e empresariais. Geralmente a segunda modalidade possui opções mais atrativas.


- Decidir se vale a pena: Aqui entra no último ponto, a decisão do que é mais vantajoso para você e seu negócio. Definindo o montante, qual é a taxa do empréstimo? Qual a taxa que você conseguiria aplicando esse dinheiro no mercado de investimentos? Faça o cálculo de quanto você deixa de ganhar aplicando o dinheiro versus o quanto você pagaria pelo empréstimo em algum banco ou financeira. Leve em consideração também o risco, quando aplicamos dinheiro na empresa, o risco é geralmente maior do que muitos investimentos do mercado financeiro, caso esse aporte de capital na sua empresa, não gere lucros adicionais, além de não gerar nenhum tipo de rendimento desse capital você também perderá o valor investido. Dentro do mercado financeiro, tem diversas opções de investimento com risco baixo ou moderado.


Nesses momentos o melhor que se tem a fazer é muita pesquisa, planejamento e informação. Essa tomada de decisão não deve ser pautada na emoção, ou na decisão que aparenta ser mais simples. É necessário levantar todos os prós e contras, calcular o custo tanto do empréstimo quanto do seu capital investido, para que tenhamos a decisão mais assertiva.



Pode não parecer simples, e realmente não é muito, mas todo mundo é capaz de fazer essas análises e tomar a melhor decisão para impulsionar a sua empresa! Qualquer coisa as Maris da Herbig estão aqui pra te ajudar!!! Só mandar e-mail.

0 visualização
© 2018 por Herbig®