• Herbig Soluções Financeiras

Como tomar melhores decisões financeiras no dia a dia!

As nossas decisões diárias, por mais que não pareçam de imediato, possuem grande influência na nossa saúde financeira. E se você encontrou esse post, é porque identificou que suas escolhas financeiras não estão te ajudando muito, né mana?


O ponto positivo é que reconhecer que existe uma falta de organização e consciência no momento de organizar as compras, já é um ótimo primeiro passo! E se a sua vida financeira está uma bagunça e você não sabe por onde começar, a gente te ajuda!


Mas antes, bora entender quais são os gatilhos que fazem a gente comprar, e porquê toda a compra é emocional?

gif

Como somos influenciados a comprar?

Tudo o que as empresas de publicidade e marketing fazem, é com o intuito de te deixar com vontade de comprar. Esse gatilho é sempre emocional e pode ser induzido por algum desejo seu.


O desejo de se aprimorar ou se tornar “alguém” com a aquisição daquele produto/serviço, ou por te fazer acreditar que você realmente precisa daquilo.


E sim, existem compras que realmente precisamos fazer, como a compra de alimentos, produtos de higiene pessoal… mas até nessas compras existem inúmeras opções de marcas, e são nesses detalhes que nossos gatilhos mentais são ativados juntamente do nosso lado emocional.


Como os gatilhos de marketing são utilizados?

Os gatilhos mentais utilizados no marketing, influenciam o nosso comportamento com relação a compra de produtos. E é importante entender qual o objetivo de cada um deles, para conseguir analisar com mais frieza e cautela o que se deve comprar.


Entenda os principais.


Escassez

A escassez é o gatilho que dá a entender que aquele produto está no final, ou que é muito exclusivo. Por exemplo, você vai comprar um curso, e aí no dia que o curso é lançado, as vagas quase se esgotam e você precisa correr para comprar uma das últimas unidades que sobraram de vagas… isso é um gatilho de escassez.


O curso é online e provavelmente ele não tem um “fim”. O pessoal de marketing só determinou que seriam vendidas 20 vagas (em teoria) para dar a impressão de que é um produto escasso e que talvez você não terá outra oportunidade de compra.


Urgência

O gatilho de urgência funciona de forma similar com o gatilho de escassez, só que ele utiliza o fator tempo. Por exemplo, promoção de datas comemorativas, que determinam um desconto ou liberam um produto para compra apenas na semana do evento.


O usuário possui um prazo, muito bem determinado para fazer a aquisição daquele produto, porque ele sabe que depois do prazo, ele não estará com o mesmo preço ou não estará disponível.


Novidade

Gatilho muito, mas muuuito utilizado no lançamento de produtos ou serviços novos. Um exemplo são as marcas de eletrônicos e smartphones, que sempre lançam alguma alteração mínima nos celulares e fazem parecer o melhor aparelho celular do mundo todo.


E a gente sabe que a novidade funciona, a nossa curiosidade é sempre maior, né? Caso contrário as lojas da Apple nos EUA não fariam filas quilométricas pro povo ir comprar o último lançamento.

Prova social

E o último gatilho que consideramos, e que é também um dos mais utilizados, é a prova social. Que pode ser vista como “se meu coleguinha tem eu também posso ter” ou apenas uma validação de serviço por comentários e avaliações de outros usuários. Muito utilizado em produtos digitais ou plataformas Saas.

Bom, agora que você já sabe como funcionam esses gatilhos, e como são aplicados nas estratégias de venda e de marketing, vamos às dicas práticas de como tomar as melhores decisões financeiras no dia a dia.


Como tomar melhores decisões financeiras sem ser tão influenciada pelo marketing!


1. Avalie: você precisa daquilo?


gif

Existem algumas perguntas que todo mundo deveria fazer antes de adquirir qualquer coisa. E uma delas é “Eu preciso mesmo disso?”. Se a resposta for não, você já sabe que essa pode ser uma compra para um futuro próximo… e se a resposta for sim, temos mais algumas coisas para avaliar.


2. Você precisa comprar esse produto/serviço agora?

Se você realmente precisar desse produto nesse momento, verifique se há a possibilidade de um desconto na compra à vista. Se for uma compra mais emergencial, pense se não vai atrapalhar os seus outros gastos do mês.


E se der para esperar… melhor ainda! Nesse caso você pode entender quanto consegue guardar por mês para comprar o produto à vista e tentar um desconto.


3. Essa compra vai impactar positivamente seu futuro?

Esse produto ou serviço, vai te causar um bem estar a longo prazo, ou apenas saciar uma vontade imediata que no fundo você nem precisa sanar? Por vezes algumas compras só servem para causar mais dívidas na nossa vida, e nesse momento, é importante colocar na balança… quantos pontos positivos aquilo traz para a sua vida.


4. Se organize! Organização é primordial!

Se você ainda não sabe por onde começar para organizar suas finanças, a gente tem alguns conteúdos que podem te auxiliar, e mais do que isso. Dicas práticas. Por exemplo:


Regrinha básica dos 50% 30% e 20%. Essa regra te dá um direcionamento base de como separar as suas entradas nos gastos mensais.


Então até 50% das suas entradas, precisam ser direcionadas para os gastos fixos (aluguel da casa, conta de luz, etc.). É importante que os 50% sejam o limite de verba. Os outros 30%, você direciona para os gastos variáveis, aquelas compras e aquisições que não são recorrentes no seu dia-a-dia (roupas, ifood, uber, etc.) E os últimos 20% de verba, você utiliza para investir e fazer a sua reserva emergencial.


Se precisar de uma mãozinha, a Herbig possui uma mentoria para finanças pessoais, que foca bastante nessa parte de organização e de como manter essa prática no dia-a-dia.


5. Corte gastos

E por último mas não menos importante, corte gastos desnecessários. Esses gastos estão por todos os lados, nas tarifas de banco que você não é obrigada a pagar (bancos digitais não te cobram nada, e bancos tradicionais, dependendo do tipo de conta que quer abrir, não podem te obrigar a pagar pra ter uma conta), na conta de telefone que só aumenta e que você pode pedir o valor inicial do seu plano, naquele CPF na nota que você nunca pede… enfim.


É importante estar sempre atentah para esses números pequenos que no fim do dia, ou do ano se tornam um númerozão.


E se precisar, você não está sozinha!


gif

Mana, mudar os nossos hábitos de consumo e ciclos viciosos não é fácil, mas você pode ter certeza que uma vez que você consegue se libertar dessa pressão de ter que estar sempre consumindo e comprando, as suas decisões financeiras estarão muito mais alinhadas com seus planos a longo prazo.


E claro, se precisar, nós da Herbig estamos aqui para te amparar! Temos inúmeros serviços e uma mentoria de finanças pessoais que podem te auxiliar muito a dar esse primeiro passo.


E caso tenha dúvida, é só chamar!


27 visualizações0 comentário