• Herbig Soluções Financeiras

10 dicas para reformar ou decorar a casa sem gastar muito

No ano passado demos uma repaginada aqui no AP. Por isso, resolvi compartilhar com vocês algumas soluções escolhidas para reformar ou decorar a casa sem gastar muito. É incrível mudar tudo, porém temos que ser sustentáveis e fazer a nossa parte para reduzir a quantidade de lixo gerado diariamente. Além de economizar, é claro!


Bora lá!


gif

1 - Planejar


Etapa fundamental de qualquer projeto de reforma ou decoração, onde você lista tudo o que deseja fazer e como será executado. Nesse momento você decide se vai aderir ao DIY (Do It Yourself), faça você mesmo. Ou se vai contratar uma empresa para realizar esse processo e ficar de boas! Lembrando que mesmo que seja contratada uma empresa para realizar todo o processo, você precisa supervisionar para manter as coisas conforme o planejado.


Ainda que existam alterações devido a problemas como a estrutura do imóvel, disponibilidade de material, entre outras coisas que não podemos prever, porém acontecem, por isso a importância que sempre falamos da famosa reserva de emergência.


2 - Buscando inspiração


Para quem busca inspiração, o Pinterest é o lugar. No meu caso passei semanas criando pastas com sugestões de decoração.


3 - A vantagem do DIY


A principal vantagem é economizar com prestadores de serviço, afinal você mesmo realiza as reformas e não precisa pagar para alguém fazer.


Por outro lado, tem serviços que exigem mão-de-obra especializada, como a marcenaria, por exemplo. É aí que começam os problemas com o DIY, só percebemos que não vamos dar conta do serviço durante o processo. Então, seu planejamento vai para o ralo e a economia começa a virar gasto.


Portanto, pense bem antes de partir para o faça você mesmo. Planeje, teste, assista muitos tutoriais e perceba se vale mesmo a pena economizar com prestadores de serviços. Garanto que corrigir é mais difícil que fazer certo logo de cara.


Pode também levar mais tempo para finalizar, você fica exausta, precisa desenvolver habilidades novas e, mais importante, vai precisar de ajuda. Não tem como fazer tudo sozinha, visto que existem móveis que precisam de ajuda durante o transporte.


Quem é empreendedora e sabe sua precificação correta, já vai saber fazer essa continha esperta de avaliar se vale pagar a hora de um especialista ou fazer você mesma. #dicaherbig



Já que falamos de marcenaria


Apesar da marcenaria ser o maior desafio de quem opta pelo DIY, existem ferramentas básicas antes de mergulhar no faça você mesmo. Novamente, antes de enfrentar o desafio de realizar a marcenaria, considere o custo das ferramentas, o tempo necessário para finalizar uma peça, todo o trabalho empregado e conhecimento que uma peça de qualidade demanda. Se mesmo assim decidir encarar, as ferramentas básicas são:


Parafusadeira: com função de furar e parafusar;

Lixadeira;

Serra tico-tico.


4 - Ressignificar


Antes de começar a comprar coisas novas, veja o que é possível aproveitar. Analise o estado de conservação dos móveis, o que pode mudar de função. Por exemplo, porta de guarda-roupa que vira prateleira. Quem mora em “apertamento” sabe o quanto é importante ter várias para liberar espaço de circulação.


Também é possível vender os móveis em bom estado, que não combinam com a nova cara que deseja dar ao seu lar, para levantar uma grana.


Da mesma forma, podemos comprar móveis em bom estado para reformar, assim reduzindo os custos. Lembre-se que você não é a única pessoa que está reformando e decorando. Assim, os desapegos são excelentes oportunidades de aquisição de produtos com preços convidativos.


Bem como os bazares de instituições, ONGs e igrejas. Se tem um lugar que sempre acho coisa interessante é em bazares de instituições de caridade, onde já encontrei um balcão de madeira maciça todo entalhado por R$500,00, que estava desgastado. Nada que uma boa lixa, um verniz e muito amor não resolvessem.



5 - Outlets


Existem outlets de todos os tipos, inclusive de decoração, aqui em São Paulo na rodovia Raposo Tavares têm diversas. Tanto que toda vez que viajo para o interior tenho que dar uma passadinha na minha preferida. São lugares ótimos para garimpar produtos de design em promoção.


Lojas de material de construção como a Leroy Merlin também têm balcões de oportunidades, onde você encontra de tudo um pouco com grandes descontos. Foi num desses balcões que encontramos o lustre estilo industrial da sala.


6 - Saldões


Claro que está chegando a nossa época do ano favorita, a Black Friday. Dia que as empresas prometem vender tudo mais barato, e que a gente se prepara para comprar até o que não precisamos.


Portanto, cuidado com a empolgação. Não é porque está barato que você tem que adquirir. Foque no planejamento e compre só o que for necessário.


Além dos saldões, existem outras vantagens oferecidas pelas empresas no momento de comprar produtos como o cashback e o parcelamento a perder de vista. Novamente, cuidado. Faça uma análise no caso dos parcelamentos, já que muitos têm juros e isso muda o valor final do produto.


7 - Vamos falar sobre cores


Para escolher a cor dos ambientes é preciso entender quais são as suas cores favoritas. Para isso analise suas roupas, objetos e demais coisas para conseguir perceber a paleta que te move.

Também é interessante conversar com os demais moradores da residência, já que eles vivem ali e precisam se sentir confortáveis em seu lar doce lar.


Após identificar a cor predominante partiu cartela de cores, para escolher entre os vários tons o que mais agrada. A propósito, não recomendamos pintar a casa com uma única cor. Por isso, o próximo passo é escolher uma paleta de cores, onde a cor favorita seja a predominante, para dar vida às paredes.


Lembrando que: cores escuras fecham os ambientes e exigem mais iluminação.

Cores claras deixam o ambiente mais iluminado e tendem a ser utilizadas por pessoas que optam pelo estilo mais clean de decoração.


8 - Ter a mente aberta


Para entender como dar uma nova função para determinados objetos como pallets e caixotes de madeira antes de reformar ou decorar. Que podem ser desmontados e transformados numa nova peça. Além de ajudar o meio ambiente ao reaproveitar materiais que seriam descartados.

Além disso, a madeira de pallets não exige muito acabamento, para quem curte um estilo mais natural e rústico, basta lixar, para eliminar as imperfeições e passar verniz para proteger a madeira.

Rindo, mas de nervoso!!!!!

9 - Papel de parede


Sobre papel de parede, durante algum tempo foi considerado brega, entretanto, hoje é amplamente utilizado em decoração, especialmente as mais modernas e diferentonas.


Quando fomos escolher o papel de parede aqui do APÊ, o primeiro passo foi determinar onde ele seria instalado e porquê. Afinal precisa ficar interessante e não parecer um cenário de filme de terror dos anos 1980. Por isso, escolhi uma parede em frente a mesa na sala de jantar. Para ser um ponto focal quando entramos na sala.


Aproveitamos uma promoção na Leroy Merlin e compramos um papel de parede com uma das cores de apoio da paleta utilizada na estampa. Embora eu tenha instalado sozinha, não recomendo que ninguém faça isso. Papel de parede é o tipo de coisa que deve ser feito por um profissional. Já que se for instalado errado vai te incomodar até o dia que decidir arrancar tudo.#ficaadica


10 - Adesivos


Se tem uma coisa que amo são os adesivos. Tem um pedaço de parede sem graça e não sabe o que fazer? Coloca adesivo. Não consegue escolher uma cor? Coloca adesivo.


O adesivo é o mesmo caso do papel de parede, tem que ter muita habilidade para instalar. Mas, como sou teimosa, desviei uma parte do banheiro sozinha. O segredo é escolher uma textura que não exija encaixe para formar a estampa. Coisa que aconteceu com o papel de parede e sofri para não deixar tudo torto.


Outro benefício do adesivo é que existem várias marcas com versões laváveis. Logo dá para adesivar a cozinha e o banheiro. O único problema é que não pode usar esponja abrasiva, tenho provas de que minha irmã usou, com água sanitária. Pois, são produtos que reduzem a vida útil desse produto.


Dica extra: faça seu planejamento financeiro com a Herbig


Na nossa mentoria de finanças pessoais podemos incluir o planejamento da reforma ou decoração do seu imóvel. Adaptando seus objetos ao seu orçamento disponível.

Para que o processo seja mais tranquilo e não resulte em parcelas infinitas, sejam no cartão de crédito ou empréstimo. Afinal, reformar ou decorar deve ser a realização de um sonho, não um pesadelo.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo