• Herbig Soluções Financeiras

A relação das Mulheres com o Dinheiro

Já entendemos que a educação financeira no Brasil é falha, mas e quando olhamos para as mulheres? Essa situação fica ainda pior! Vivemos numa cultura onde a mulher ainda tem baixíssima auto estima com finanças e uma relação com o dinheiro quase nula. E isso não é de hoje!


Apenas em 1962 as mulheres puderam ter CPF e abrir uma conta no banco sem precisar de marido ou pai! Temos ideia do que isso significa? Em 1962 minha mãe estava nascendo, e ela já fez parte da conquista da mulher que sai do lar e vai trabalhar.


Ainda assim, sabemos que a vida da mulher que opta por isso é uma jornada dupla, pois quando ela decide que quer partir para o mercado de trabalho, além de cuidar da casa, responsabilidade que ainda é concentrada no sexo feminino, ela ainda tem que provar, no trabalho, que ela é tão capaz quanto os homens para exercer tal atividade!


Vamos nos basear em dados e pesquisas...



De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) as mulheres acabam estudando mais, possuem 16% mais graduação que os homens, porém ganham 20,5% abaixo dos homens!


É meus amigos!


Ainda olhando a história da minha mãe, existe uma pressão da sociedade para a mulher cuidar de casa, ela, aos 20 anos parou os estudos para se casar, essa poderia ser a história só da minha mãe, mas é de toda uma sociedade, que está mudando!


Minha mãe ainda seguiu na luta, depois de muito tempo fez supletivo, cursou uma faculdade, nunca deixando de lado o trabalho, e ainda assim cuidou de casa! Mulher maravilha? Com certeza! Mas qual a nossa responsabilidade para mudar esse cenário?


Acredito que além de enaltecer essas mulheres, que às vezes são a única provedora da casa, também devemos questionar esses padrões que a sociedade nos impõe, não somente os percebendo, mas também fazendo não repassando aos nossos filhos!


A falta de confiança (ou educação) vem do berço!

E mais uma vez aqui, não queremos culpar ninguém, as coisas são como são, queremos provocar apenas uma reflexão! Dizemos que as mulheres não são engenheiras porque elas não querem, que não desenvolvem programas porque não estão afim!


Mas quando vamos comprar brinquedo para os nossos filhos damos boneca, panela e itens de cozinha para meninas, e lego, jogos de lógica para meninos.


Isso tem alta influência para a falta de confiança da mulher, pois ela acredita que não consegue lidar com os números, têm uma aversão até às vezes, e tudo bem você gostar mais de um ou outro lado, porém todos eles precisam ser estimulados para você de fato ter a escolha!


Somos mais de 40% da força trabalhadora, somos maioria na população geral, somos cada vez parte mais importante na renda da casa!


Também o que as pesquisas mostram é que quando o casal divide as atividades relacionadas ao dinheiro (quando há um diálogo sobre isso, porque muitas vezes não há, mas isso é assunto para outro texto) é que a probabilidade das atividades de investimentos e economia ficarem para homens é maior, e a da gestão de contas a pagar e compras fica mais com as mulheres, o que também é reflexo da falta de confiança!


Apenas quando a mulher ganha mais que o homem, ela se sente mais à vontade para realizar investimentos ou dizer para onde vai o dinheiro!


Olhando para o nosso convívio, vemos que muitas das mulheres que nos cercam trabalham, porém por ficarem como responsáveis pelas contas da casa acabam ficando sempre sem dinheiro, enquanto o homem está pagando algumas contas fixas, e o que sobra ele está investindo, curtindo, enfim!


Aqui sempre estamos falando da maioria, sabemos que tem exceções! Então queremos também trazer essa reflexão, que investir dinheiro é uma coisa que podemos e devemos assim como as contas da casa!


A primeira CEO de uma automobilística

E é por isso que notícias como essa devem ser espalhadas, ou também a notícia que empresas com mulheres em cargos de alta gestão têm probabilidade de ter mais lucro na América Latina.


Dessa forma conseguimos fazer uma sociedade repensar na forma com que lida com isso, contratando pessoas na sua empresa, promovendo funcionárias, dando oportunidade de fala!


No mundo do empreendedorismo as mulheres são detentoras da maioria das ideias, e o Brasil tem a sétima maior proporção de mulheres entre empreendedores iniciais!


Dinheiro é liberdade!

A independência financeira não é só necessária para a mulher entender seu papel na sociedade, mas também para ela não manter relações que já não fazem mais sentido, seja com cônjuges, empresas, ou pais.


É com o dinheiro que ela tem a liberdade de escolher qual caminho trilhar! Estamos vendo tantas mulheres falando sobre dinheiro, a própria Herbig também surgiu para não ser um homem engravatado falando palavras difíceis sobre um assunto considerado chato!


Por isso vamos nos ajudar, umas as outras, a chegarmos, todas, onde quisermos!


Fontes:


11 visualizações0 comentário