Como minimizar o impacto da crise no seu orçamento

Atualizado: Mai 31

Pandemia: A

Todo mundo:

Tempos de muita incerteza nos provocam a fazer algumas reflexões, trouxemos algumas relacionadas à Finanças para você repensar nesse momento e também encontrar formas de transformar.


Financiamentos:


O brasileiro tem a cultura de se endividar para ter bens e patrimônios, porém esses financiamentos são caros e muitas vezes esquecemos de todas as outras despesas que vêm com esse bem. Compramos o carro mas esquecemos que temos que pagar manutenção, revisão, IPVA, seguro. E isso acaba por ocupar boa parte do nosso orçamento.

.

Primeiramente, você precisa avaliar se esse bem cabe no seu orçamento com todas as despesas que vêm com ele. Segue como você pode evitar ou driblar essa situação:

- Investimentos: Reservar uma parte da sua grana e guardar em um investimento para você acelerar a compra do seu imóvel.


- Consórcio: Pode ser uma opção caso você deseje o seu bem antes mesmo de ter o dinheiro, pois no consórcio você pagará uma parcela fixa, rende um pouco, e você pode ser sorteada.


- Se você já está no financiamento: Procurar com outros bancos taxas mais baratas nesse momento para não comprometer tanto seu orçamento, nem pagar três vezes o valor do imóvel.


- Economia Compartilhada: Cada vez mais vemos aplicativos facilitando a nossa vida e trazendo novas formas de compartilharmos, muito alinhado com a tendência da sustentabilidade e compartilhamento. As empresas podem te ajudar a economizar, e tirar o risco da sua mão. Temos muitas, mas focando na questão do carro, por exemplo, aqui em São Paulo temos a @vaideturbi que funciona maravilhosamente bem, é um aplicativo onde existem diversos carros espalhados pela cidade em estacionamentos onde você pode reservar um pagando pelo preço de hora mais kilometragem, a gasolina é por conta deles, os carros são automáticos e estão em perfeito estado de uso. Você pode usar para rodar na cidade (quando precisa carregar mais coisas) como também pode viajar (ele já vem com Connect Car). Além da Turbi, temos o super conhecido Uber/99, a Moobie (que você pode pegar um carro de uma pessoa), Blablacar (para caronas ou dar caronas entre cidades). Para novas formas de morar estamos vendo uma crescente em prédios funcionais (funcionam como um hotel ou flat), que possuem tudo nas áreas compartilhadas (coworking, lavanderia, espaço de eventos, academia) para você se ter mais tempo para o que importa (segundo eles), um exemplo desses seria @vitacon e @sozoh.


Cheque Especial/Rotativo do Cartão:



Boa parte dos brasileiros entende isso como uma forma de lidar com o consumo maior do que sua entrada, muito pela falta de planejamento ou de olhar para o seu dinheiro. A única entidade que ganha, e muito, com isso é o banco.

.

Vamos ver como você pode lidar com isso:

- Planejamento: Não revire os olhos até entender. Você precisa de um plano de ação para sair dessa. Listar 5 ações para economizar, cortar gastos, até mesmo olhar para todos os gastos fixos/necessários para sua sobrevivência para ver se eles comprometem mais que 50% da sua renda.

- Controle: Depois de criar as suas ações você precisará controlar para que tudo saia como você planejou!

- Empréstimo: Se você está na situação que você está acumulando essa dívida, encontrar um empréstimo com taxas até 2% pode te ajudar a sair dessa.


Falta de Reserva de Emergência:



Muitos brasileiros não conseguem guardar nada de dinheiro, e para esses a Reserva é ainda mais importante pois momentos como esse de redução de renda você se perde no primeiro mês. E quando há alguma reserva de emergência ela é encarada como uma grana que está para gastar ali com qualquer coisa que precisar.

.

- O que é Reserva de Emergência: é um fundo que você cria para você para situações como essa, ou até mesmo para imprevistos que podem acontecer no seu dia e não está no seu orçamento. O ideal é que você tenha de 3 a 6 meses de gastos necessários para sua sobrevivência reservados. Então, primeiramente, você precisará fazer a conta dos gastos necessários para sua sobrevivência.


- Como fazer uma reserva em momento de crise: Olhar para seu orçamento e verificar tudo o que você consegue economizar para você começar a guardar.


- Reserva de Emergência não é para pagar cartão: A reserva é feita para momentos de imprevistos, uma demissão, para quem é autônomo pode ser para complementar a renda de um mês que não entrou tudo o que você precisa, porém isso não deve ser uma situação recorrente. Se você precisa mexer sempre na sua Reserva você precisa olhar para seu orçamento e entender o que você está gastando mais.


- Reserva de Emergência é para ficar em Renda Fixa: Os melhores investimentos para você deixar sua Reserva seria um CDB, Tesouro SELIC, por exemplo, mas ficar atento como a SELIC caiu agora para 3,75 o seu investimento precisa pagar pelo menos a inflação.


Consumo:



Li uma frase esses dias que tem rodado a internet que é a "Economia está colapsando porque as pessoas estão consumindo apenas o que têm necessidade".

.

Primeiramente, não quero levantar nenhuma bandeira com isso, apenas quero provocar uma reflexão que por aqui também já pairou pela cabeça e trazer esse gancho para o consumo. Segundamente, quero colocar que o consumo é essencial para fazer a Economia girar, porém, na minha opinião, temos que entender se somos nós que consumimos ou se o consumo nos consome.

.

Consumo por consumo: Muitas vezes consumimos no automático, a necessidade do ter pelos mais variados motivos.

Como identificar isso? Seguem algumas perguntas que podem ser feitas quando você for consumir alguma coisa:

- Qual a origem do que eu consumo? Saber a origem do que você consome pode te fazer economizar porque você sabendo de onde vem, você saberá por quais ou quantas mãos passou até chegar na sua, e quanto mais a necessidade de mãos, maior o custo. Caso algo chegue muito barato na sua mão e passou um longo processo até chegar a você, desconfie e pesquise o quanto as empresas são responsáveis com a estrutura, se estão remunerando da forma justa.

- Realmente preciso disso? Lembre que além de um investimento de dinheiro, o que você faz é um investimento de tempo seu ali, porque seu tempo fez seu dinheiro, então pense se o que você está comprando vale tudo isso.

- De onde vem essa necessidade?

- Está no seu orçamento?


Padrão de Vida:



Como é o seu padrão de vida? Você vive para compartilhar o que tem?

Na sociedade que vivemos atualmente, vemos uma onda do compartilhar aquilo que temos, do consumo, do status.

Você já parou para refletir o quanto isso pode te influenciar negativamente? E, trazer além de ansiedade uma vontade de ter algo que não condiz com a sua realidade.

.

Algumas dicas para você aplicar nesse período:

.

- Identifique quanto do seu orçamento está sendo comprometido para você sustentar a sua imagem. Como você pode fazer isso? Mapeando o quanto gasta do seu orçamento para manter a sua moradia, o seu meio de transporte e, às vezes até a sua socialização. Exemplo: ter uma casa mas não ter dinheiro para montá-la; ter um carro mas não conseguir pagar o IPVA, ou o seguro, ou a manutenção; viajar mas se endividar por 30 meses; ou até mesmo ir naquela balada todo final de semana e depois não conseguir pagar uma fatura do cartão de crédito cheia.

- Analise quais desses gastos você consegue transformar. Desde os mais fáceis como o ifood para impressionar o boy até os mais difíceis, como procurar um novo lar.

- Busque entender de onde vem essa necessidade para manter esse tipo de padrão. Assim, tente trabalhar isso dentro de você com amorosidade.

.

Você já pensou que pode estar gastando com tudo isso por que tem uma necessidade de aceitação?


Só se vive uma vez:



Você planeja a sua velhice? Eu sei que só vivemos uma vez, mas estatisticamente falando, podemos viver até 80 anos, se não mais.

.

Precisamos pensar no futuro. Sei que é louco pensar nisso agora. Mas eu preciso provocar essa reflexão em você.

.

Quais são seus sonhos?

Você já fez uma lista dos seus sonhos? Quando você pretende realiza-los? Qual o orçamento que você precisa para que eles aconteçam? Respondendo essas perguntas você pode visualizar quanto precisa guardar por mês (ou até mesmo entender o que você precisa fazer) para conquistá-los.

.

Previdência.

Depois que você conseguir constituir sua reserva de emergência, é bem importante você pensar na sua Previdência Privada (já que é cada vez mais difícil receber pelo governo). E já reservar uma parte do seu orçamento mensal para isso. Você pode ter um investimento de Previdência mesmo, como também qualquer outro investimento que você entenda o objetivo (prazo, rentabilidade). Mas, é beeem importante que você se certifique qual tipo de investimento você está fazendo, porque normalmente os bancos tendem a oferecer investimentos ruins.


Quais desses erros você comete? Conseguiu identificar e já sabe como agir?

Se precisar de alguma ajuda estamos aqui!

Vamos juntas!

© 2018 por Herbig®