• Herbig Soluções Financeiras

Como organizar as finanças em casal?

As finanças do casal podem ser um dos tópicos de maior divergência do casamento. Na medida em que já é desafiador administrar as contas pessoais, após o casamento a organização se torna mais complexa. Por isso, para evitar conflitos desnecessários e preservar a união é necessário organizar as finanças em casal e criar regras claras para evitar ruídos na comunicação. Seguem algumas dicas que vão ajudar no planejamento financeiro.


Conheça o perfil de organização de seu par


A falta de comunicação é um desafio tanto para casais iniciantes, como para quem convive há anos. Já que muitos deles evitam discutir determinados assuntos para não provocar conflitos. Entretanto, essa não é a escolha mais assertiva, especialmente quando o assunto é as finanças em casal.

Cada pessoa tem uma forma particular de lidar com dinheiro, visto que são indivíduos com origens e aprendizados distintos. Acontece que, aqui se apresenta uma ótima oportunidade de conhecer as vantagens e desvantagens do planejamento financeiro do outro, bem como compartilhar conhecimento.

Por exemplo, se um é mais descontrolado e tende a fazer compras por impulso, isso precisa ser discuto, pois, impacta a manutenção da casa. Logo, calar para evitar conflitos não é a melhor escolha quando o assunto é dinheiro.

A propósito, quando decidimos optamos pela vida a dois, ambos precisam se comprometer para que o relacionamento funcione, isso inclui as finanças do casal. Dito isso, o diálogo deve ser frequente para prevenir desgastes emocionais.


É importante conversar sobre dinheiro


Estabelecer um diálogo claro sobre a situação financeira de cada um é o primeiro passo para organizar as finanças em casal. Dito isso, conversar regularmente sobre as contas fixas, dívidas, padrões de consumo, rendas e reservas financeiras que os dois dispõem é importante.

Esse diálogo franco permite ao casal realizar um planejamento a partir das singularidades e pontos em comum. A propósito, esconder dívidas, aquisições e economias do cônjuge é um problema muito sério. Pois, é necessário manter a transparência tanto para as contas comuns, quanto para os gastos individuais.

Portanto, é muito importante sempre conversar sobre o assunto, além de revisar as regras, caso necessário, para que todos se sintam confortáveis.

Lembre-se, manter um diálogo contínuo sobre a situação financeira do casal é essencial, diante disso programe momentos para analisar as contas, rever os planos e refletir sobre as finanças.


Separe os gastos pessoais


Uma das principais dúvidas com relação às finanças quando duas pessoas decidem juntar as escovas é separar as contas, ou considerar tudo como uma renda única. Ocorre que, essa decisão é particular, uma vez que depende da realidade do casal. Contudo, a opção mais satisfatória é compartilhar as contas comuns e manter os gastos pessoais separados. Além de mais segura e preservar a harmonia. Já que ao separar a renda comum e particular é possível pagar todas as contas e manter uma reserva compartilhada sem interferir na renda individual. Desse modo não é preciso discutir cada compra realizada detalhadamente.

Por falar nisso, manter um diálogo regular não significa que a pessoa está autorizada a fiscalizar todos os gatos do parceiro(a), dado que o que é considerado essencial para uma pessoa, pode parecer supérfluo para outra. Longe disso, significa que ambos se respeitam e valorizam a opinião do outro. O ideal é que cada indivíduo um tenha um valor reservado do seu próprio salário para gastos pessoais. O respeito não é negociável!


Compartilhe as despesas segundo a renda de cada um


Uma dúvida recorrente dos casais é como dividir as despesas, já que cada um tem uma renda diferente. Então, para que ninguém fique sobrecarregado e tenha menos dinheiro para os sonhos pessoais, indicamos que o casal realize uma divisão proporcional das despesas conforme a renda de cada um.

Afinal, dividir as contas de maneira igualitária não é a alternativa adequada, menos nos casos que o casal tem a mesma renda. No caso de rendas diferentes a divisão deve ser proporcional aos ganhos, essa é a maneira mais justa de organizar as despesas da casa. Mas, novamente, tudo precisa ser discutido e considerado antes da decisão final.


Administre a saúde financeira


Quando levamos em conta a vida a dois gerenciar os gastos é extremamente importante, pois, saber para onde os recursos estão indo é a regra básica do planejamento. Por isso, organizar todos os gastos e reservas é fundamental para garantir um relacionamento saudável.

O primeiro passo é listar todas as despesas da casa, assim será possível visualizar as dificuldades e implantar alterações. Mudanças nos hábitos de consumo pode ser difícil no começo, mas, com o tempo e muita dedicação fica mais fácil manter o compromisso.

Outra coisa importante, não use essas informações para controlar o cônjuge, visto que o propósito é a análise das finanças em casal. Afinal de contas, vivemos uma jornada constante de aprendizado, seja gentil com quem você escolheu para dividir momentos. Respeite quem você ama!

Após registrar os gastos durante uns 3 meses será possível avaliar as finanças do casal e propor mudanças e ajustes.

A importância de administrar as finanças em casal


Precisamos entender que não são somente os endividados que precisam rever suas finanças, pois, poupar é um comportamento de prevenção. Dado que, quem gasta tudo o que recebe fica mais vulnerável aos contratempos. Até, casais que já alcançaram a tão sonhada estabilidade financeira precisam pensar nas emergências, já que manter uma reserva para imprevistos faz toda a diferença.

Aliás, é possível economizar ganhando pouco, já falamos sobre isso algumas vezes, sendo que muitas pessoas ficam esperando o salário aumentar para começar o pé de meia e planejar o futuro, com isso perdendo oportunidades de desenvolver uma reserva de emergencial. Aqui segue uma dica de ouro: comece onde você esta.


O cartão de crédito


Quem nunca levou um susto ao receber a fatura do cartão que atire a primeira pedra. Brincadeiras a parte, o cartão de crédito pode ser um bom aliado ou o maior inimigo, dependendo da sua relação com ele.

Se vocês fazem parte do grupo de pessoas que ainda não dominaram essa ferramenta, significa que está na hora de mudar a sua relação com o cartão de crédito, isso é possível controlado seu uso.

Anote todas as compras e parcelas para descobrir onde está o gargalo. Também considere a necessidade de parcelar um produto. Lembre-se que muitas empresas oferecem descontos na aquisição de mercadorias à vista. Logo, se não for um item urgente poupe o valor para comprar em um momento mais favorável.

Grande parte das pessoas não aprendeu a organizar a finanças. Por isso, para ajudar os casais a organizarem suas finanças, criamos alguns combos. Para conhecer as nossas soluções e adquirir nossos combos de finanças para casais entre em contato com nossa equipe.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo