• Herbig

Como começar a investir?

Atualizado: Jun 12

Não tem jeito, a poupança é a primeira coisa que vem na cabeça do brasileiro quando falamos em guardar dinheiro. No texto anterior entendemos o porquê poupança não é um investimento, e agora vamos entender quais outros tipos de investimentos existem e como de fato começar a investir.

Antes de entender os tipos de investimentos vamos começar com algumas dicas para você começar a investir:

1- Crie metas de valores para investir por mês. Se você esperar sobrar dinheiro na sua conta, para então começar a guardar, provavelmente isso não vai dar muito certo. Estipule um valor, começando com pouco e aumentando gradativamente.

2- Tenha disciplina. Para você conseguir guardar o valor da sua meta, provavelmente terá que controlar suas finanças e se disciplinar para gastar menos. Vá fazendo alguns metas de cortes, que farão você conseguir guardar aquele valor no final do mês.


Ex: Ao invés de almoçar todo dia fora, fazer marmita 2x na semana e economizar R$ 30,00 por semana. Cortar a manicure 1 x por mês e economizar R$ 25,00. Fazer 1 final de semana de gastos zero (piquenique, passeio de bike ) economia de R$ 100,00 por mês. Com 3 metas, você economizaria R$ 245,00 no mês que poderia ser investido. Disciplina!! Pense nisso!!


3- Abra uma conta em alguma corretora. É muito mais barato investir através de uma corretora do que de um banco e para investir até mesmo no tesouro direto é necessário o intermédio de uma instituição financeira. Pesquise as melhores opções, tem diversas online e que ainda te mandam muitas informações por e-mail e pelo aplicativo. Esse é um passo fundamental pra começar a investir, não tenha medo!


4- Identifique os motivos, o montante e a liquidez necessárias do seu investimento. Isso é muito importante pra te ajudar a entender o tipo de investimento que irá se arriscar. Por exemplo, um dinheiro destinado a reservas de emergências, a educação dos filhos ou a algo muito vital na sua vida deve ser colocado em um investimento de baixíssimo risco, pois caso perca ele, estará perdendo reservas de questões muito importantes e que não terá como substituir com rapidez. Se você possui um dinheiro guardado por algum motivo, e sabe que não terá planos de utilizá-lo nos próximos anos poderá colocar em um investimento de mais longo prazo, e que lhe dará um rendimento maior. Regra básica de investimento, quanto maior o risco e o tempo que seu dinheiro fica em uma aplicação, maior a chance de rentabilidade.


Por isso faça algumas perguntas pra você antes de investir: Eu já possuo uma reserva de emergência? Esse dinheiro investido fará falta para questões essenciais da minha vida? Eu pretendo utilizar esse dinheiro quando? Eu estou disposto a ter possibilidade de perda, para que o meu dinheiro tenha possibilidade de rendimentos maiores?


Essas perguntas podem te ajudar a definir a liquidez necessária do seu investimento e o risco que você está disposto a correr!

Agora que você já tem o dinheiro que irá investir todos os meses e a conta em uma corretora vamos entender os tipos de investimentos. Existem duas categorias de investimentos, Renda Fixa e Renda Variável.



Renda Fixa – Nessa categoria você terá uma previsibilidade do retorno do investimento, ou seja, no momento da aplicação do dinheiro já terá uma ideia bem concreta de quanto você vai retirar ao final do período do investimento, pois as taxas já são pré-estabelecidas. Elas possuem menos riscos e são consideradas mais conservadoras.

Os principais tipos de renda fixa são:


- Tesouro Direto: Essa é a opção mais simples e fácil de investir. É super segura, te permite a investir pequenos valores (a partir de R$ 30,00) e é o ponta pé inicial para aqueles que querem começar a sair da poupança, mas morrem de medo. Comprar títulos do governo, é como comprar um contrato em que você está emprestando dinheiro para o governo, e em contrapartida ele te pagará uma taxa de juros. Existem diversas opções dentro do tesouro direto, com diferentes taxas de rentabilidade e liquidez (data em que é possível retirar o dinheiro investido). O título que mais se equipara a poupança, pela sua facilidade em retirar a hora que precisar sem perder rentabilidade, é o Tesouro Selic 2025. Mas existem várias outros tipos, abaixo segue o site do governo em que é possível ver detalhes de todas as opções:

http://www.tesouro.gov.br/simulador-td


Um detalhe importante é que o Tesouro direto desconta Imposto de Renda, IOF e taxa de custódia (0,30% ao ano) da sua rentabilidade (direto da fonte, o que facilita), a tabela de desconto é regressivo, ou seja, quanto mais tempo deixar o investimento parado no tesouro, menor será o valor de imposto e IOF. Porém, mesmo com esses descontos, o rendimento ainda é melhor do que a poupança. No link que colocamos acima possui simulador pra você saber exatamente o rendimento do que pretende investir.


- CDB: Esse é outro investimento de renda fixa muito conhecido. Se o tesouro direto é um empréstimo seu para o governo, o CDB (certificado de depósito bancário) é um empréstimo do seu dinheiro para a instituição bancária. Em contrapartida os bancos pagam uma taxa de rentabilidade pré definida no momento da aplicação. Existem diversos tipos de CDB, de acordo com cada banco, tendo rentabilidades e liquidez distintas. É preciso pesquisar através da sua corretora a melhor opção pra você. Aqui não é possível colocar valores tão baixos como no tesouro, mas é possível encontrar diversas opções com aportes a partir de R$ 1.000,00.

Assim como no tesouro direto, o CDB também possui IOF e imposto de renda regressivo. Mas a rentabilidade será melhor que a poupança, e muitas vezes é possível encontrar opções de CDB com ótimas taxas de rentabilidade.


- LCI/LCA: Letra de crédito imobiliário e letra de crédito de agronegócio respectivamente, são emitidos por bancos e é como se você estivesse emprestando dinheiro para financiar atividades do setor imobiliário e do setor de agronegócio, em troca receberá uma taxa de rentabilidade acordada em uma prazo pré estabelecido. A maior vantagem desse investimento é que ele não possui nenhum imposto, o valor da rentabilidade é limpo, sem nenhum desconto. A desvantagem é que esses investimentos possuem período de carência e liquidez mais baixa, ou seja, serve para aqueles investimentos que você não precisará tirar num curto prazo. O valor mínimo para investir também acaba sendo R$ 1.000,00


Renda Variável – essa é uma outra categoria de investimentos, que ao contrário da renda fixa, que você possui uma boa previsibilidade do rendimento no momento da contratação, você não sabe de fato a rentabilidade do seu investimento. Ou seja, a renda variável possui rendimento imprevisível.

Outra característica dessa categoria de investimento é que ele possui uma maior oscilação, ou seja, os investimentos de renda variável podem cair a rentabilidade de forma até negativa e voltar a subir substancialmente em um curto período de tempo. Com maior oscilação e risco, vem também uma maior possibilidade de ganho.

Esse tipo de investimento deve ser feito pra quem tem um perfil mais agressivo e que suportam uma variação do seu capital a curto prazo. Também acreditamos ser um passo pra quem possui um pouco mais de experiência e conhecimento técnico no ramo (não necessariamente ser um especialista formado, mas pelo menos já ter se inteirado um pouco mais sobre o assunto).


Principais tipos de renda variável:

- Ações: Esse é o tipo com maior destaque dentro dos investimentos de renda variável. Muito se fala sobre isso, mas comprar ações é basicamente como comprar uma parcela de uma empresa que possui o capital aberto na bolsa de valores, ou seja, nos tornamos sócios da empresa de acordo com o número de ações que compramos da mesma. Com o tempo essa ação irá se valorizar ou desvalorizar, geralmente tendo várias oscilações dentro de um curto período de tempo. No dia em que decidimos vender nossa ação, teremos então o ganho ou perda com relação ao valor que pagamos no dia em que compremos a ação.

Vamos pra um exemplo prático, se comprei uma ação por R$ 10,00 há dois anos, não importa se ela caiu 50% ano passado, se eu vendi ela apenas agora, e nesse meio tempo ela voltou a se recuperar e subir e hoje está valendo R$ 12,00, ao vender essa ação hoje terei um lucro de R$ 2,00, ou seja, uma rentabilidade de 20%. Por isso falamos anteriormente sobre as oscilações da renda variável, pois é necessário entender que essas quedas e valorizações vão acontecer diariamente, mas você precisa entender qual é a razão e a possível recuperação da empresa em que está investindo, para não vender a ação antes da hora e efetivar as perdas. Nesse exemplo, se a pessoa tivesse vendido a ação no momento da queda de 50% no desespero, teria perdido metade do capital investido.

Com o investimento em ações, você poderá fazer seu dinheiro valorizar muito mais rápido que na renda fixa, porém é necessário que você tenha no mínimo uma boa reserva de segurança que seja capaz de cobrir possíveis necessidades de curto prazo. Muitas pessoas acabam tendo uma visão distorcida, mas o investimento em renda variável deve ser feito sempre tendo em vista o longo prazo.

Dica: se tem muita curiosidade em saber como funciona, mas não tem ainda dinheiro de reserva de emergências, separe um valor baixo (aquele que não irá te fazer falta) para começar a testar o mercado de ações e ver como funciona. Você só precisará ter uma corretora pra intermédio, mas com muito pouco consegue comprar uma ação e ter uma noção melhor de como funciona esse universo.


- Fundo de ações: Essa é uma boa alternativa pra quem quer começar a investir em ações sem necessariamente adquirir diretamente ações de uma empresa. Vocês irão comprar uma cota, no qual um gestor especializado vai montar e operar uma carteira com estratégia de investimento pré determinada. Eles possuem pessoal especializado, que vai montar e operar uma carteira com diversos tipos de ações. Ou seja, estará confiando o seu dinheiro a esse gestor, por isso é necessário pesquisar bem o fundo, pois há opções com rendimento pouco atrativo e risco elevado.

Enfim, poderíamos ficar aqui horas falando sobre outros milhares de tipos de investimentos, porque esse universo é muito amplo e cheio de informações. Mas esperamos que esse texto possa colocar uma pulguinha pra você começar a ir além com suas reservas e investimentos.

Mas uma coisa que sempre falamos é diversifique! Conforme for aumentando o seu montante investido vá tentando diversificar os investimentos, as rentabilidades, a liquidez, a categoria em que geralmente investe. Só assim é possível maximizar seus retornos, e fazer o dinheiro trabalhar pra você, enquanto você continua indo atrás dos seus sonhos e realizações.

Com certeza falaremos mais sobre esse assunto em outros textos, cursos e palestras!

Mas fique à vontade se quiser nos perguntar algo. Vamos adorar te ajudar no que a gente puder!


Estamos preparando um ebook bem completo para você começar a investir!! Dê seu nome para avisarmos quando ele ficar pronto!! s2



0 visualização
© 2018 por Herbig®